DICAS - Tecendo um bustiê

 

1)


Bustiê tecido pela tricoteira/crocheteira, Izabel Cristina Bonatti, aluna Tricocursos.
Conheça-a no cafedameiatarde.blogspot.com.br


2)

 

Essa peça, muito simples de ser feita, fica um charme quando usada com shorts, bermudas, mini-saias... biquínis (tudo isso você aprenderá no nosso curso).

 

Vou tecer, com você, o tamanho M (44 de adulto) mas você poderá, diminuindo o número de pontos e de carreiras, tecê-lo depois no tamanho que desejar.

 

Vamos às instruções:

 

 

Use fio de verão tipo 3/15 (Brisa Verão da Pingouin, por exemplo). Se usar fio industrial (fininho, tipo 2/30, como o Seridó da Lansul), use 3 fios juntos.

 

Se tiver segurança na confecção de uma malha mais firme, pode usar 4 fios 2/30 juntos.

Quem tem busto um pouco mais volumoso, pode preferir uma malha mais robusta.

 

Puxe as 56 agulhas centrais da máquina para a posição D (se sua máquina for ELGIN, a posição é a E):

as agulhas ficam bem para a frente, na posição de agulhas suspensas.

 


3)

 

Coloque o fio nas 56 agulhas com laçadas manuais, ou seja, enrolando o fio da esquerda para a direita ao redor de cada agulha, como se estivesse num quadro negro escrevendo a letra eeeeeeee em seguidinha, sem tirar o giz do quadro.

 

Cada "e" corresponde a uma agulha da máquina. Logo, faça 56 desses "e" s.

 

lacadas

 

 

lacar lacapt


4)

 

Note que é preciso segurar as laçadas já feitas. Como elas devem ser soltinhas (não as faça apertadas!), desmancham facilmente se não as segurarmos.

 

Veja que as laçadas devem ficar bem atrás, junto dos ganchos de topo da máquina (e não na ponta das agulhas).

 

- Coloque o marcador no 000 e regule o carrinho da máquina no 3, pois precisaremos tecer apertadinho, já que vamos fazer agora uma BAINHA.

 

ATENÇÃO: durante as primeiras 5 ou 6 carreiras, depois que tecer CADA carreira, ajude sua máquina puxando manualmente as agulhas para a posição D (ou E, se tiver uma Elgin), mantendo a malha tecida ATRÁS, encostada na máquina (segure a malha e puxe só as agulhas).

 

A razão dessa necessidade: como nossa malha ainda é muuuuuito pequenina, o carrinho não tem condições de segurá-la: ela escapa das escovas e/ou rodinhas dentadas que estão embaixo do carrinho e vai para frente, junto com as agulhas (na ponta delas), o que provoca uma grande maçaroca no trabalho... Se você ajudar a máquina durante as primeiras 5 ou 6 carreiras, tudo vai sair perfeito.


5)

 

Teça reto por 20 carreiras com os 56 pontos. Tecendo apertadinho porque estamos tecendo uma bainha.

 

O seu carrinho vai parar no lado direito depois das 20 carreiras, certo?

 

Pois coloque o marcador novamente no 000.

Usando o transportador de UM ponto, DOBRE esta bainha, colocando cada laçada inicial em cima do ponto DA MESMA agulha onde a laçada foi feita quando você pôs o fio na máquina.

Para ajudar sua máquina, segure a bainha dobrada e puxe todas as 56 agulhas na sua direção, deixando-as na posição D ("E" se for na máquina Elgin).

 

ATENÇÃO: a regulagem MÉDIA que citaremos a seguir é a regulagem que lhe dê uma malha com aproximadamente 3 pontos e 4 carreiras por centímetro (ou seja, 30 pontos e 40 carreiras numa amostra de 10x10 cm).

Você deverá obter essa malha usando uma regulagem em torno do 5.

 

Mude então a regulagem da máquina para a MÉDIA e teça reto, com todas as 56 agulhas, por 60 carreiras.

O seu carrinho TEM QUE ESTAR no seu lado direito; tudo certo?

Puxe as últimas 10 agulhas da esquerda do trabalho para a posição D (ou E, se tiver uma ELGIN) e regule a alavanca de Chamada Automática (Retenção) para que estas 10 agulhas não trabalhem.


6)

 

Teça 1 carreira com as 46 agulhas da direita do trabalho e lace, passando o fio por baixo da primeira agulha suspensa, que é a agulha "vizinha" da última que teceu.

 

Teça outra carreira, a de número 062, indo para a direita com o carrinho.

Agora suspenda mais 10 agulhas, ficando com as 20 da esquerda suspensas e as 36 da direita em trabalho.

 

Teça uma carreira, lace de novo e teça a carreira 064.

Suspenda mais 10 agulhas: as 30 da esquerda ficam suspensas e você fica com 26 em trabalho. Teça uma carreira, lace e teça outra carreira, a 066.

 

Suspenda mais 10 agulhas e trabalhe só com as 16 da direita: teça uma carreira, lace e teça a carreira 068.

Suspenda mais 10 agulhas e trabalhe só com as 6 da direita: teça uma carreira, lace e teça a carreira 070.

 

Ufa! Acabamos de fazer a INCLINAÇÃO central do bustiê.

Coloque o marcador no 000.

 

Volte à posição de trabalho as 50 agulhas que estão suspensas (ou apenas ligue a Chamada Automática) e teça, com os 56 pontos, 60 carreiras retas.

 

Coloque o marcador no 000 e altere a regulagem da máquina para o 3 pois vamos tecer outra bainha (é a bainha final).

 

Teça agora 20 carreiras retas.


7)

 

Tire o fio do carrinho, corte-o com uns 40 centímetros e coloque um resto de lã qualquer para tecer 10 carreiras "de sobra". Retire o trabalho da máquina.

 

ACABAMENTO

 

Com uma agulha de mão, costure esta última bainha dobrando-a e prendendo a última carreira exatamente nos pontos da primeira carreira dessa bainha. No final dê um nó mas não corte o fio (ainda).

Desmanche as carreiras de sobra pois elas não são mais necessárias..

 

Na máquina, teça um cordão de 3 pontos por 500 carreiras na regulagem 6. Arremate os 3 pontos ao final das 500 carreiras.

 

Teça mais um cordão pequeno, de 3 pontos por 130 carreiras, na mesma regulagem 6.

 

Note que o bustiê tem um lado MENOR, pois fizemos uma pequena inclinação bem no meio dele, lembra?

 

Pois este lado menor deve ficar para cima: portanto, enfie o cordão maior pelas duas bainhas "de cima para baixo", para amarrar nas costas.

 

 

O cordão menor é para você colocar no meio do bustiê, apertar e fazer um lacinho.

 

Fica lindo!

 

Vista o bustiê e amarre-o bem (laço nas costas).


8)

 

Observe que o acabamento em crochê, se quiser fazê-lo, fica lindo em cor constrastante.

 

 

Posicione bem o bustiê. Com os fios que tem pendurados em cada bainha, dê um ponto com a agulha de mão para que o bustiê não suba durante o uso.

Esse ponto vai prender o bustiê à alça; assim ele vai ficar firme no lugar.

 

Depois, arremate todos os fios e.... bom proveito!

 

Este Bustiê pode ser usado com short, com bermuda, com saias ou como a parte superior de um biquíni.

 

No carnaval você pode fazê-lo acrescentando, nas bordas (beiradinhas), lantejoulas. Costure as lantejoulas levemente, para que depois possam ser facilmente retiradas. 

Com um short da mesma cor, também com lantejoulas nas extremidades (pernas e coz), fica super gracioso.

 


 

NOTA: caso tenha alguma dúvida na confecção deste Bustiê, mantenha contato; forneceremos os esclarecimentos necessários via e-mail, gratuitamente.

 

 

Opção para impressão

 

topo topo