TRICOCURSOS - Tricô a Máquina TRICOCURSOS - Tricô a Máquina

EDITORIAL - Aprender


É natural que, tantos e tantos anos dedicados ao ensino do tricô a máquina, tenhamos vasta experiência no que diz respeito a como nossas alunas aprendem.

 

Já nas escolas primárias as professoras percebem a mesma coisa: há a criança que entende rápido, aprende perfeitamente, e há a criança que tem maior dificuldade de compreensao e entendimento mas que também aprende perfeitamente (com algum esforço)..
Isso é da natureza humana pois não nascemos uns iguais aos outros.... em praticamente nada.

 

É preciso ressaltar que essa maior ou menor rapidez de aprendizagem NÃO É MEDIDA para se avaliar a inteligência da criança / pessoa. As duas podem ser inteligentíssimas, perfeitamente capazes. Apenas que uma aprenderá com menos esforço que a outra.

 

Pois bem.

 

E como se faz para que as pessoas aprendam BEM e fixem os conhecimentos adquiridos?

 

Temos dito repetidamente que é preciso que nos comparemos a um atleta cujo sonho é disputar as Olimpíadas: para qualquer esporte ou objetivo, o TREINO é essencial. Treinar, treinar, treinar.

 

Alguns atletas alcançam objetivos com menor intensidade de treinamentos e outros já se dedicam mais horas, ou fazem treinos com maior intensidade. Mas qualquer um dos dois pode vencer a disputa.


Ah, dirão algumas tricoteiras, mas eu não sou atleta, só quero aprender a fazer um decote bem feito. Você me mostra?
- Mostro. E mostro. A pessoa, toda feliz, vai fazer seu decote e.... não consegue. Tenta mais não lembra de tudo ou acha que não lembra. E se sente incapaz, se desestimula, acha que "não serve prá isso".

Já aconteceu com você?????

 

Bem eu não sei sua resposta, mas sei que aconteceu comigo e não gostei da frustação, do sentimento de incapacidade que me assolou. E decidi que tinha que ME enfrentar, tentar, repetir, refazer, entender. Por consequência, fiz, refiz até me dar conta de que eu sabia. Sim, eu sabia mas estava ali ensinando minha mão, meus olhos..... Opa! Lembrei do meu esforço no aaaaa desenhado no quadro negro pela minha primeira professora! Ahhh. Dona Rosa........ como me valesses!

 

Ali entendi que eu simplesmente estava ensinando ao meu cérebro. Eu esta adestrando meu cão.. ops, meu cérebro da MESMA maneira como ensinei meu cão. REPETINDO. E repetindo, e repetindo, dia após dia.

 

Observe, abaixo, as "divisões" do cérebro humano e o que cada uma delas faz ou "cuida". Sublinhamos em vermelho as três que interessam aqui.

 

cerebro


Oberve acima que o centro da VISÃO, em verde, é completamente diferente e distante da área de DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS. E esta é mais distante ainda da MEMÓRIA.

 

Quando eu mostro como se faz uma costura, os seus olhos vêem, você compreende o que vê. Tem a falsa ideia de que aprendeu.

 

Mas você precisa agora ir para a etapa seguinte, aquela que vai ensinar ao seu cérebro COMO SE FAZ aquilo que você viu. Ou seja, vamos ativar a área de DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS (em laranja, no desenho acima).


Você lembra quando aprendeu a escrever, lá no início da sua vida de estudante? Quantas vezes fizemos aaaaaaaaa por linhas e linhas? E porque? Para que a área de DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS do cérebro pudesse treinar os seus músculos e nervos DO BRAÇO e DAS MÃOS a fazerem o movimento certo para que as letras fossem corretamente escritas!

No começo as letras sairam tortinhas, tremidas, inseguras. E foi o TREINO que nos fez escrever com facilidade. Porque você ADESTROU o seu cérebro! E isso vale para a costura da sua meia, da boina, do decote, das blusas, de TUDO!


APENAS o treinamento vai permitir que o seu cérebro automatize o movimento de tal forma que você vai costurar sem se preocupar mais com o movimento da mão, da agulha que sua mão segura. TREINO, TREINO E TREINO é o segredo do aprendizado bem sucedido.

Uma vez esse treinamento feito, e o movimento estando certo, isso vai sendo guardado na MEMÓRIA que, como você pode ver na imagem acima, é beeeem longe da área de DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES MOTORAS.
Uma vez que tudo esteja certinho, ficará na sua memória para SEMPRE e você fará o melhor decote, a melhor costura, o melhor tricô.


metades

 

Como todos sabemos, o cérebro é meio que duplo: lado direito, lado esquerdo.

Como você pode ver acima, o lado azul comanda a mão ESQUERDA e o lado bege comanda a mão DIREITA.

 

Mas atente para a posição do rosto.

O lado direito do cérebro está em azul e ele comanda a mão esquerda.


O lado esquerdo do cérebro comanda a mão.... direita!
Sim, cada metade do cérebro comanda o seu corpo de forma INVERTIDA.

 

Quando você faz um arremate usando o remalhador, automaticamente você vai manusear esse acessório usando sua mão mais habilidosa: direita se for destra ou esquerda se for canhota.

MESMO com sua mão mais habilidosa, você TEM QUE TREINAR essa mão para que seus arremates não saiam apertados.

 

Na maioria dos casos você vai ter que saber fazer arremates que mantenham a malha com a mesma largura que ela ocupava nas agulhas da máquina.

 

Quando arrematar um cós de calça, short/bermuda ou saia, precisará dosar para que o arremate permita que o cós alargue MAIS do que os pontos ocupavam na máquina. TREINO, TREINO E TREINO! Vocè é capaz!

 

E que fazer com os arremates do lado oposto? TREINO -TREINO - TREINO- TREINO!!!!

 

Ahhh não, eu não sou capaz. Não consigo. Cansei. Não vou saber fazer.

Ahhhhh. vai! Vai sim, você PODE.

Se amanhã você tivesse um mau jeito no braço habilidoso e não pudesse usá-lo para nada, ia ter que aprender a manusear o mouse do seu computador.. com a outra mão.

Teria que movimentar uma colher, um garfo.... com a outra mão. Ia até digitar com a outra mão! E conseguiria!

 

No começo de forma menos eficiente mas logo o seu cérebrol..... ahhhh.... o seu cérebro ia entender que precisaria executar novos comandos, organizar ordens para músculos nunca antes usados para isso e, dia a dia, iria tornar esses movimentos mais fáceis.

Até automatizá-los de forma tão natural que você vai ficar surpresa.

Você consegue, sim e sim, adestrar seu cérebro para o que você quiser ou precisar. Isso, inclusive, faz muito bem à saúde, sabia?

 

Portanto, você pode aprender BEM sim. Dê-se o direito de aprender, permitir que seu cérebro seja corretamente programado para executar os movimentos que você quer saber fazer. Treine-o muito!

QUANTO MAIS VOCÊ TREINÁ-LO, melhor ele responderá com qualidade de execução do seu tricô.

 

Toda professora sabe que a expressão "eu não consigo" é traduzida por "eu não estou estudando como meu cérebro precisa". Você podia não saber disso, certo?

No caso aqui do Tricocursos, fica mais fácil porque você tem os ensinamentos consigo (para sempre) nas apostilas e pode fazer e refazer até sentir que aprendeu. Pode VER e rever várias vezes a demonstração minuciosa dos principais assuntos nas videoaulas. E pode, na sua máquina, repetir o que leu e o que viu. E repetir, e treinar, treinar, treinar.
Esse é o segredo.

A gente ensina mas cabe a você, e só a você, levar esses ensinamentos ao seu cérebro. Deixar a área de DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES MOTORAS treinada para atuar com qualidade e segurança e depositar na MEMÓRIA esses "dados" valiosíssimos.

 

É assim, e só assim que se aprende BEM!

 

 

* -- * -- *

 

 

 

(Valeu, Dona Rosa! O meu "a" pode não ser lá essas coisas até hoje mas a senhora me ensinou a estudar e a APRENDER.
Tanto e tão bem que hoje aqui estou eu ensinando.....!

Bjs!

IVA)

 


O QUE DIZ A CIÊNCIA SOBRE ISSO

O cérebro humano é um dos processadores mais poderosos do mundo.

O cérebro é capaz de processar as informações recebidas, analisá-las com base em uma vida inteira de experiência, e apresentá-las para nós em meio segundo.

 

Nem o computador mais avançado do mundo é capaz de simular o processamento do cérebro humano.

 

Veja como ele atua:

 

Recepção: O cérebro recebe informação pelos seus sentidos.


Armazenamento: O cérebro retém e armazena informação e consegue acessá-la em larga escala.


Analise: Seu cérebro reconhece padrões e organiza informações de modo que façam sentido.


Saída: Seu cérebro “libera” informações de diferentes formas seja pensando, falando, desenhando, movimentado e todas as outras formas de criatividade.

 

 

 

Perceba o quanto seu cérebro é dinâmico e o quanto de capacidade ele possui para poder efetuar diversas tarefas ao mesmo tempo.

Pois enquanto você está lendo esse artigo aprendendo, seu cérebro também está medindo sua pressão, corrente sanguínea e batimentos cardíacos.

 

Além de estar atento ao seu contexto de ambiente.

 

Seu cérebro Racional trabalha melhor com concentração e foco.

Caso você tenha alguma coisa que te tire a atenção você com certeza não estará aprendendo de fato. Se estiver com algum problema emocional, primeiro descanse e deixe passar, estude quando estiver tranquilo.

 

Quanto mais você aprende, mais você desenvolve seu cérebro.

É como a prática de um exercício no começo você sofre para aprender, mas quanto mais pratica mais o aprendizado fica fácil.

Além disso ao aumentar a área do cérebro durante seu aprendizado a conexão neural se torna mais intensa.

 

 

 


backVOLTAR AO TOPO