ARAN ISLANDS: BERÇO DE UM TRICÔ ESPECIAL E FAMOSO




O arquipélago fica na costa oeste da Irlanda, precisamente na Baía Galway.

 

Não é segredo para ninguém que foi na região do Reino Unido (países liderados pela Inglaterra) que o tricô ganhou força e muita técnica.

Não é de estranhar que a Irlanda, imensa ilha a oeste da Inglaterra, tivesse importante papel na criatividade e no aprimoramento das técnicas do tricô; num primeiro momento, exclusivamente à mão.

Na Irlanda, o berço do tricô situou-se nas Ilhas Aran (Aran Islands) e foi justamente o tricô que tornou essas ilhas célebres. Um tricô que nasceu das mãos fortes dos pescadores locais.
  A maior ilha é chamada de Inishmore, por ser a maior (pois "more" = mais). Algumas vezes, no meio internacional, é chamada de Aranmore, numa referência ao fato de ser a maior ilha do arquipélago.

A ilha média é chamada de Inishmaan e a menor de Inisheer.
O idioma falado nas três ilhas é, claro, o irlandês; e não é difícil imaginar que a principal atividade dos moradores tenha sido a pesca. O clima é bastante severo, especialmente no inverno onde o frio é de longa duração e o vento é comum e muito intenso.

A costa oeste, voltada para o Atlântico, tem menos vegetação; forma paredões rochosos contra os quais o mar bate, violenta e incansavelmente.


A parte calma e mais habitada está voltada para o leste e para a Irlanda (que você pode ver ao fundo, na parte alta da imagem). Algumas praias (poucas) e portos pesqueiros escondem-se dos ventos e da força do mar nas enseadas e baías. Nessa imagem vemos as 3 ilhas. E na direita dessa maior, que aparece em primeiro plano, a parte rochosa voltada ao mar aberto.


topo topo